Bolsa Família – Tipos de benefícios e quem pode receber

77
23217

O Bolsa família é um programa do governo que distribui um valor para todas as famílias que estão na pobreza ou na extrema pobreza.

Entretanto, o que muitas pessoas ainda não sabem é que existem diversos benefícios que podem serem distribuídos.

Portanto, se você quer saber quais são esses benefícios e quem tem direito, fique comigo que te apresentarei tudo sobre.

Boa leitura!

Bolsa Família – Tipos de benefícios do programa

– Benefício básico:

O benefício básico é o benefício mais comum e é distribuído para as famílias que tem uma renda mensal de até R$ 89 por pessoa.

– Benefício Variável:

As famílias que podem receber o benefício variável são:

  • Famílias que estejam em situação de extrema pobreza (R$ 89,00 por pessoa);
  • Famílias que estejam em situação de pobreza (R$ 89,01 até R$ 178,00 por pessoa);
  • Composição familiar que tenha membros de 0 até 15 anos, gestantes ou nutrizes.

Se for uma gestante, são pagas 9 parcelas para começar a contar no início do pagamento do benefício.

Mas, se a família tiver alguma criança de até seis meses de idade, a família pode receber também um benefício que pode começar a contar a partir da data que o bebê é cadastrado em outro benefício, chamado Benefício Variável Nutriz.

– Benefício Variável Jovem de R$ 48,00?

As famílias que recebem esse benefício são as:

  • Famílias que tenha uma renda mensal de até R$ 178,00 por pessoa e que tenha jovens de 16 e 17 anos como membro da família;

Vale lembrar que cada família pode receber, no máximo, dois benefícios.

Outra coisa que vale a pena lembrar é que esse benefício é distribuído para a família até dezembro do ano em que o jovem completar 18 anos.

Além disso, o jovem precisa estar matriculado na escola e ter, pelo menos, 75% de frequência das aulas

Por fim, esse jovem só pode receber o benefício se estiver cadastrado no Cadastro Único e ter todas as informações que são obrigatórias preenchidas de maneira correta.

– Benefício para a Superação da Extrema Pobreza (Brasil Carinhoso):

Todas as famílias que já são beneficiadas por outros benefícios dentro do Bolsa Família, seja o básico, variável ou variável jovem tem direito a esse benefício.

Ou seja, elas continuam recebendo R$ 89,00 por pessoa.

O que diferencia esse benefício de outros é que aqui não existe um valor fixo.

Na verdade, esse benefício é calculado de acordo com o caso de cada família, para que cada família consiga superar a situação de extrema pobreza e aumentar a renda.

Para saber o valor do Benefício para a Superação da Extrema Pobreza é preciso somar a renda de toda a família com os benefícios recebidos.

Somando esse valor, se o resultado for menor que R$ 89,00, a família tem direito ao BSP.

Suponhamos então que a sua família tenha cinco membros, você deve multiplicar o saldo total de 89 por cada membro, ou seja, por cinco, que será R$ 445,00.

Uma maneira de você saber o quanto você vai receber a mais é subtraindo esse valor de R$ 445,00, pelo valor que a sua família realmente recebe.

Para ainda mais informações, acesse : https://www.caixa.gov.br/programas-sociais/bolsa-familia/Paginas/default.aspx

Artigo anteriorBolsa Família – Quais são as responsabilidades das famílias para participar?
Próximo artigoFGTS: O que é, quem tem direito e como saber se ele está sendo depositado

77 COMENTÁRIOS

    • Olá Leciele tudo bem?
      Ligue para o Atendimento Caixa ao Cidadão no 0800 726 02 07. Tenha em mãos o seu NIS, carteira de identidade e CPF para digitar os números solicitados. Após realizar os procedimentos no 0800, compareça em qualquer lotérica levando um documento de identificação para finalizar o cadastramento/recadastramento.

      • Se sua família se encaixa em uma das faixas de renda definidas pelo programa, procure o setor responsável pelo Bolsa Família no seu município. É necessária a apresentação do documento de identificação para fazer parte do Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal.​
        Procure o CRAS da sua região, o cadastramento no bolsa família tem que ser feito por lá.

  1. Olá boa tarde!
    Queria saber se meu bolsa família já tá aprovado porque eu fiz em novembro de 2020 e até agora nada ???

    • Olá Solange!
      Com o Bolsa Família bloqueado no Caixa Tem, os usuários perdem o direito de movimentar suas parcelas pela internet. A Caixa Econômica Federal já afirmou que, para reverter a situação e garantir o acesso pela plataforma, é necessário comparecer às unidades das agências bancárias.

    • Se sua família se encaixa em uma das faixas de renda definidas pelo programa, procure o setor responsável pelo Bolsa Família no seu município. É necessária a apresentação do documento de identificação para fazer parte do Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal.​
      Procure o CRAS da sua região, o cadastramento no bolsa família tem que ser feito por lá.

    • Se sua família se encaixa em uma das faixas de renda definidas pelo programa, procure o setor responsável pelo Bolsa Família no seu município. É necessária a apresentação do documento de identificação para fazer parte do Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal.​
      Procure o CRAS da sua região, o cadastramento no bolsa família tem que ser feito por lá.

  2. Já atualizei cadastro do meu Bolsa Família em 2019 mas até agora ainda não recebi tá cancelado Já procurei o setor de atualização mas não me deram nenhuma resposta o que devo fazer

  3. Olá, boa noite, quero me cadastrar no fundo da família, sou mãe solteira com 3 filhos, preciso saber sobre auxílio financeiro, não estou trabalhando e estou sozinha aqui no Brasil, Fortaleza Ceará (95)

  4. Desde 2020 não recebo o auxilio receber setembro e não trabalhei e ne trabalho mim ajuda tenho filho e não tem como sustentar meu filho

  5. Ola,diminuíram meu bolsa e família estou sem renda pai dos meus 4 filhos está sem emprego por motivo defeciencia estou sem renda passando, por muitas dificuldades financeiras não fui aprovada no auxílio emergencial por favor quero o aumento do meu bolsa e família isso foi um erro diminuíram muito.estou com. Muitas contas de agual e luz atrasadas

    • Se sua família se encaixa em uma das faixas de renda definidas pelo programa, procure o setor responsável pelo Bolsa Família no seu município. É necessária a apresentação do documento de identificação para fazer parte do Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal.​
      Procure o CRAS da sua região, o cadastramento no bolsa família tem que ser feito por lá.

    • Crislaine,

      Se sua família se encaixa em uma das faixas de renda definidas pelo programa, procure o setor responsável pelo Bolsa Família no seu município. É necessária a apresentação do documento de identificação para fazer parte do Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal.​
      Procure o CRAS da sua região, o cadastramento no bolsa família tem que ser feito por lá.

  6. Autualiazei minha bolsa família e até hoje não tive resposta…Não recebo nenhum benefício quero saber o que devo fazer…pq não sei mais pra onde ir ninguém sabe me Respo der o que acontece estou passando por dificuldades esse auxilia iria me ajudar e muito desde a primeira pandemia que tento pegar e nada…fica difícil pq quem não precisa pega e quem precisa não pega vai entender….alguém pode me ajudar pelo amor de Deus obrg

    • Para fazer o cadastro no Bolsa Família, é necessário:

      Estar registrado no CadÚnico: o responsável pela família deve apresentar seu CPF e título de eleitor no no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) de seu município;
      Apresentar documento de identificação oficial com foto de todos os membros da família candidata ao benefício;
      Ser classificada como família de extrema pobreza (renda mensal de até R$ 89 por pessoa) ou família pobre com crianças, adolescentes e/ou gestantes (renda mensal entre R$ 89,01 e R$ 178 por pessoa).
      O processo é feito em três etapas, começando pelo cadastramento no setor do Programa Social do seu município

    • Olá Jaqueline!
      Para fazer o cadastro no Bolsa Família, é necessário:

      Estando registrado no CadÚnico: O responsável pela família deve apresentar seu CPF e título de eleitor no no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) de seu município;
      Apresentar documento de identificação oficial com foto de todos os membros da família candidata ao benefício;
      Ser classificada como família de extrema pobreza (renda mensal de até R$ 89 por pessoa) ou família pobre com crianças, adolescentes e/ou gestantes (renda mensal entre R$ 89,01 e R$ 178 por pessoa).
      O processo é feito em três etapas, começando pelo cadastramento no setor do Programa Social do seu município

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui