Auxilio Brasil e Bolsa Família: Qual a diferença entre eles?

Com boatos de que em 2023 o Programa Bolsa Família pode voltar, substituindo o Auxilio Brasil, decidimos falar um poucos sobre os 2 benefícios e a diferença entre eles.

Como já sabemos, tanto o Bolsa Família quanto o Auxilio Brasil são programas assistenciais cedidos pelo Governo Federal com intuito de ajudar famílias que se encontram em situação de extrema pobreza no país.

O Auxilio Brasil substituiu, em 20 de outubro de 2021, o programa de transferência de renda Bolsa Família, que estava em vigor desde outubro de 2003. De lá para cá, muitas alterações foram feitas à ambos programas e estamos aqui para te mostrar qual a real diferença entre eles.

Bolsa Família

O Programa Bolsa Família (PBF) foi instituído em outubro de 2003, sob o Governo de Luís Inácio (Lula) da Silva. Tratava-se de um programa que fornecia ajuda financeira às famílias que viviam na pobreza ou em extrema pobreza. O programa também exigia que essas famílias se comprometessem a cuidar de sua saúde e obter uma educação regular, ou seja, para receber e continuar recebendo o beneficio, era necessário comprovação de que a família estava comprometida e cuidando da saúde básica e estar com filhos matriculados na escola. Este programa ajudou mais de 33 milhões de brasileiros que viviam na pobreza absoluta.

O valor pago pelo programa, era de em media R$ 180,00 ( valor o variava de família para família, já que era levado em consideração a renda media por família e a quantidade de filhos menores de 15 anos)

O cadastro era feito através do CadÚnico e as famílias recebiam através de transferência bancaria usando o cartão Bolsa Família.

Auxilio Brasil

O Programa Auxilio Brasil, assim como o Bolsa Família, também se trata de um programa de transferência de renda destinado a famílias que se encontram em situação de pobreza ou extrema pobreza.

Instituído em 20 de outubro de 2021 pelo atual presidente Jair Messias Bolsonaro, ele substituiu o PBF com a proposta de unificar políticas sociais (como, por exemplo o Auxilio Emergencial que estava sendo pago durante a pandemia) e de gerar incentivo para que as famílias saíssem do quadro de pobreza.

Com isso, o valor do Auxilio foi estabelecido: R$ 400,00 e era pago às famílias que se encontram em situação de pobreza (renda per capita entre R$ 105,01 e R$ 210,00) e de extrema pobreza (renda per capita de até R$ 105,00).

Em 09 de Agosto de 2022, o valor foi aumentado para R$ 600,00 com o intuito de dar um “gás” a mais às famílias para se reestabelecerem pós Covid19; esse valor foi assegurado ate o fim de 2022 e o que será feito com o beneficio após essa data, será de responsabilidade do novo Governo.

O valor do Auxilio Brasil, é hoje repassado à 20,2 milhões de beneficiários em condição de vulnerabilidade social. Nos últimos 10 meses 7,1 milhões de famílias foram adicionadas ao programa.

O valor repassado já chega a mais de R$ 12,1 Bilhões às famílias beneficiadas.

Conclusão

Para dizer qual beneficio é melhor ou pior, não se pode levar em consideração apenas o valor pago às famílias, pois muita coisa mudou de 2003 para cá ( Aumento do salario mínimo, Inflação, poder de compra, etc.).

O que podemos fazer para saber qual programa foi mais efetivo, é analisar o numero de famílias que saíram da situação de pobreza e extrema pobreza e hoje podem caminhar com as próprias pernas, sem a necessidade do auxilio, pois esse é o proposito de ambos os programas, por isso ele condiciona as famílias à manter seus filhos na escola e a buscarem trabalhos remunerados.

Que em 2023, menos pessoas recebam este beneficio, pois isso significará que menos famílias estão em situação precária no nosso pais e mais famílias estão tendo condição de se sustentarem através do trabalho, da educação e saúde de qualidade.

Para mais informaçoes sobre o Auxilio Brasil, você tambem pode acessar o site oficial do Governo Federal: https://www.gov.br/pt-br

Redacao
Redacao
Artigos: 31

0