PIS/Pasep: Veja quem terá direito ao saque Triplo de mais de R$ 3.000,00

Saque triplo do PIS: Saiba quem pode receber os valores somados.

Os trabalhadores de todo país, neste mês de junho, contarão com a possibilidade de um Saque Triplo do PIS. O valor dos saques, junto, pode chegara a mais de R$ 3.000,00

Os saques disponíveis do PIS são:

  • Saque PIS de 2019
  • Saque PIS 2020
  • Cotas do PIS/Pasep

Alguns trabalhadores que já não recebem o beneficio há algum tempo, talvez tenham direito a algum destes saques.

Saque PIS de 2019

Trabalhadores que não sacaram o abono salarial PIS/Pasep em 2019, que trabalharam pelo menos 30 dias no ano de carteira assinada, podem sacar neste ano.

Além de ter trabalhado em 2019, é necessário que o contribuinte esteja inscrito no PIS/Pasep há 5 anos pelo menos.

É necessário também que, o Empregador atualize os dados do funcionário na Relação anual de Informações Sociais (RAIS/eSocial).

O Saque poderá ser feito ate o dia 29 de dezembro.

Saque PIS de 2020

Para o ano de 2020, vale a mesma regra de 2019 descrito acima.

Trabalhadores que não sacaram o valor em 2020 podem solicitar o beneficio.

O trabalhador pode fazer isso presencialmente ou online:

  • Vá ate uma Unidade Regional Ministério do Trabalho e leve um documento com foto para fazer o requerimento de forma presencial.
  • Para fazer online, envie o requerimento para o e-mail [email protected] e troque o “uf” do e-mail pela sigla do estado em que reside. exemplo: trabalho.mg@economia.gov.br

Cotas do PIS/Pasep

É possível que haja algum resquício de valor para trabalhadores que atuaram com carteira assinada entre 1970 e 1988 retirar.

A Caixa Econômica Federal é que retém esse dinheiro, que pode ser sacado ate o dia 1 de junho de 2025.

Os herdeiros e/ou dependentes podem receber o beneficio no lugar do titular caso ele tenha falecido

O trabalhador deve se dirigir a uma agencia da Caixa, apresentar um documento com foto e resgatar os valores.

No caso de falecimento, o dependente ou Herdeiro deve apresentar documentos que comprovem o óbito;

Dentre estes documentos, estão: escritura publica de inventario, certidão de óbito, alvará judicial designado ou declaração de dependente habilitado a pensão ou morte.

Redacao
Redacao
Artigos: 31

0